Música e tradição

Trajetória da Folia de Reis na comunidade Quilombola do Mimoso

  • Wilson Rogério dos Santos Universidade Federal do Tocantins - UFT
  • Ana Roseli Paes dos Santos Universidade Federal do Tocantins - UFT
  • Dinomar Rosa Araújo Universidade Federal do Tocantins - UFT
Palavras-chave: Folia de Reis, Etnomusicologia, Etnografia, Música e Educação do Campo

Resumo

O trabalho se aproxima dos estudos etnográficos e tem foco na Folia de Reis, praticada por moradores da região do Quilombo Kalunga do Mimoso, na cidade de Arraias (TO). O local pode ser considerado de difícil acesso devido às condições precárias das estradas. Seus habitantes desde há muito tempo, vêm lutando pelos seus direitos, particularmente pelo direito ao território. Para eles, a Folia se apresenta como momento de grande importância religiosa, mas também é oportunidade para que as pessoas se sintam sustentadas pela crença de sucesso nas plantações, de garantia de fartura e de melhores condições financeiras. A manifestação torna-se uma oportunidade para a transmissão de valores entre gerações, reafirmação de princípios de fé cristã e resistência cultural. Como estratégia de ação, foram realizadas observações e entrevistas semiestruturadas. Os objetivos foram registrar, estudar e descrever as práticas musicais e culturais e identificar as pessoas que mantêm a tradição viva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CHAVES, Danisa. A Folia de Reis na cidade de Três Corações: um estudo sobre cultura popular. 2011. 76p. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, 2011.

CORREIA, Iara Toscano. (Re)Significações religiosas no sertão das Gerais: as folias e os reis em Januária (MG). 2013. 317p. Tese (Doutorado em História) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.

COUTINHO, Clara Pereira. Metodologia de investigação em ciências sociais e humanas: teoria e prática. 2.a ed. Coimbra: Almedina, 2013. 421p. (1.a ed. 2011).

DANTAS, Fred. Santo Reis de Bumba: praxe pedagógica e organologia. In: SANTOS, Ana Roseli Paes; SANTOS, Wilson Rogério (Org.). Educação musical na educação do campo: outras epistemologias. Palmas: EdUFT, 2018, p. 115-177.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 1978. 213p.

GUBA, E. The paradigma dialog. Newbury Park, CA: SAGE, 1990. 424p.

HORNBOSTEL, Erich; SACHS, Curt. Classification of musical instruments. The Galpin Society Journal, v. 14, 1961, p. 3-29.

HORTA, Ana Paula Santos. Os reis da Canastra: os sentidos da devoção nas Folias. 2011. 113p. Dissertação (Mestrado em História) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014.

LOIZOS, Peter. Vídeo, filme e fotografias como documentos de pesquisa. In: BAUER, Martin; GASKELL, George. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Vozes, 2017. p. 137-155.

LOURENÇO, Aliny Cristina. A Folia de Reis de São José do Barreiro: recurso cultural brasileiro. 2014. 127p. Dissertação (Mestrado em Estética e História da Arte) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014.

MERRIAM, Alan P. The Anthropology of music. Evanston: Northwestern University, 1964. 376p.

NETTL, Bruno. Theory and method in ethnomusicology. London: The Free Press, 1964. 306p.

Publicado
2020-12-23
Como Citar
dos Santos, W. R. ., Paes dos Santos, A. R. ., & Rosa Araújo, D. . (2020). Música e tradição : Trajetória da Folia de Reis na comunidade Quilombola do Mimoso. Fênix - Revista De História E Estudos Culturais, 17(2), 642-665. https://doi.org/10.35355/revistafenix.v17i17.971