O conto “Pollice Verso”

a figura do médico na escrita de Monteiro Lobato no início do século XX

  • Márcia Maria de Medeiros Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – UEMS
  • Tânia Regina Zimmermann Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – UEMS
  • Ana Paula Veiga de Souza Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – UEMS
Palavras-chave: Discurso biomédico, Michel Foucault, Literatura, Análise do discurso

Resumo

Este artigo, baseado em uma pesquisa de caráter bibliográfico, faz uma análise do discurso biomédico que aparece no conto “Pollice Verso” de autoria de Monteiro Lobato, parte integrante do livro Urupês publicado em 1918. Esta análise se pauta na perspectiva de Michel Foucault (1999). Existe uma lógica em relação ao discurso biomédico apresentado no conto inserido no pensamento de Foucault, segundo o qual o discurso faz parte de um tecido histórico construído culturalmente, conectando os sujeitos para encadear seus pensamentos sem promover necessariamente algum tipo de ruptura tangente a eles.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

A DICTIONARY OF GREEK AND ROMAN ANTIQUES (1890). Exsi´lium. http://www.perseus.tufts.edu/hopper/text?doc=Perseus:text:1999.04.0063:id=exsilium-cn . Acesso em 16 de jun. 2017.

DICIONÁRIO AULETE DIGITAL. Consciencioso. http://www.aulete.com.br/consciencioso. Acesso em 17 de jun. 2017.

DICIONÁRIO HISTÓRICO-BIOGRÁFICO DAS CIÊNCIAS DA SAÚDE NO BRASIL. Homem, João Vicente Torres. http://www.dichistoriasaude.coc.fiocruz.br/iah/pt/verbetes/hojovito.htm#topo. Acesso em 12 jun. 2017.

DICIONÁRIO MÉDICO. Dissecção. http://www.xn--dicionriomdico-0gb6k.com/dissec%C3%A7%C3%A3o.htm>l. Acesso em 08 de jun. 2017.

FOUCAULT, Michel. A Ordem do Discurso. 5 ed, São Paulo: Loyola, 1999.

FOUCAULT, Michel. O Nascimento da Clínica. 7 ed, Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2015.

IBGE. Itaoca. Disponível em https://cidades.ibge.gov.br/brasil/sp/itaoca/panorama. Acesso em 02 out. 2019.

LOBATO, Monteiro. Pollice Verso. Contos completos. São Paulo: Biblioteca Azul, 2014.

MOSSE, George. The Image of Man: The Creation of Modern Masculinity. New York: Oxford University Press, 1996.

PRIBERAM DICIONÁRIO. Matasanos. https://www.priberam.pt/dlpo/mata-sanos. Acesso em 19 de jun. 2017.

SCLIAR, Moacyr. História do Conceito de Saúde. Physis: Rev. Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, 17 (1): 29-41, 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0103-73312007000100003&lng=en&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em 27 out. 2020.

SOARES, Carmen Lúcia. Corpo, Conhecimento e Educação. Notas Esparsas. p. 109-131. In: SOARES, Carmen Lúcia (org.). Corpo e História. 3 ed, Campinas, SP: Autores Associados, 2006.

SIQUEIRA, Paulo Pacéli Neves de. O médico e o sacerdócio. In: CREMEGO. Conselho Regional de Medicina de Goiás. http://www.cremego.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=21017:o-medico-e-o-sacerdocio&catid=46:publicacoes&Itemid=490. Acesso em 02 de out. 2019.

ZUMTHOR, Paul. Performance, Recepção e Leitura. 2 ed, São Paulo: Cosac Naify, 2007.

Publicado
2020-12-23
Como Citar
de Medeiros, M. M. ., Zimmermann, T. R., & Veiga de Souza , A. P. . (2020). O conto “Pollice Verso”: a figura do médico na escrita de Monteiro Lobato no início do século XX. Fênix - Revista De História E Estudos Culturais, 17(2), 469- 483. https://doi.org/10.35355/revistafenix.v17i17.962